WORLD ANTHROPOLOGICAL UNION

CONGRESS 2024​

SELECTED PANEL

( pn66 )

Ethnographic experiences with children, adolescents, and youth: Reflections on these young people as subjects of knowledge, creativity, and technology

Organizers

    María Rosa Rodner

    Venezuela/Australia

    University of Johannesburg, Kaleidoscopio Research in Public Policy and Culture

    Face to Face/ On Site - Presence

    Anésio Manhiça

    Mozambique

    Kaleidoscopio Research in Public Policy and Culture

    Face to Face/ On Site - Presence

    Hélder Pires Amâncio

    Mozambique

    ARANDU, Federal University of Santa Catarina

    Face to Face/ On Site - Presence

    Antonella Tassinari

    Face to Face/ On Site - Presence

Keywords:

ethnographic practices; anthropology of children adolescents and youths; anthropology of education; Southern Mozambique; Sub Saharan Africa

Abstract:

Recent research experiences carried out with children, adolescents and young people in different sociocultural contexts highlight their roles as active social participants who generate knowledge and shape society through their artistic expressions and use of communication technologies. This perspective looks to contest persistent tendencies towards adultcentrism and the exclusion of younger citizens in historiographical production (Tenório Cavalcante 2021; Bravo and Vásquez 2021). Children, adolescents and young people do not know less than adults, they know other things (Cohn 2005; Tassinari 2007). Their playful interactions and creative expressions show unique ways of understanding the world and transmitting knowledge. Ethnographic research experiences with these groups reveal a multifaceted context when exploring their experiences, interactions and contributions, and is conducive towards better understanding cultural and social dynamics in a broader and constantly changing context (Tassinari 2015). Furthermore this can help promote opportunities for the active social participation of younger people. From this point of view, ethnography constitutes a crucial and powerful research tool for understanding people's social and cultural lives. In this panel, we are interested in discussing the different experiences and challenges involved in carrying out research aimed at children, adolescents and young people in different contexts, including the ethical considerations and bureaucratic processes to be overcome in order to carry it out; and the research methods that each researcher considers most pertinent, appropriate and effective for the purpose. Ethnographic research experiences often involve adapting or changing views, practices and approach methods so as to allow researchers to enter and participate in the world of ‘new subjects’. We hereby would like to invite all researchers who would like to submit their papers on this topic or have an interest in ethnographic research as a malleable and creative tool to create discursive spaces for the recognition of children, adolescents and young people as producers of knowledge (James 2007) to participate in the panel.

Portuguese

Aprendizagens etnográficas com crianças, adolescentes e jovens: Reflexões sobre sujeitos de conhecimento, criatividade e tecnologias

As recentes experiências de pesquisa realizadas junto de crianças, adolescentes e jovens em diferentes contextos socioculturais, destacam suas posições como sujeitos activos na construção do conhecimento e de mudança social, suas expressões criativas e uso de tecnologias de comunicação. Nesta perspectiva, contesta-se o adultocentrismo e a exclusão dos cidadãos ‘mais novos’ na produção historiográfica, por um lado (Tenório Cavalcante 2021; Bravo e Vásquez 2021), mas por outro, recupera-se a importância das vivências e perspectivas dos mesmos. Assim, as crianças, os adolescentes e jovens não sabem menos que os adultos, sabem outras coisas (Cohn, 2005; Tassinari, 2007). Suas interações lúdicas e expressões criativas mostram formas singulares de compreensão do mundo e de transmissão de saberes. As experiências de pesquisa etnográficas com estes segmentos, revelam um contexto multifacetado ao explorar suas vivências, interações e contribuições, e torna-se possível compreender melhor as dinâmicas culturais e sociais em um contexto mais amplo e em constantes mudanças (Tassinari 2015). Além disso, esta perspectiva destaca a importância de promover oportunidades equitativas para o desenvolvimento e a participação activa desses segmentos nas sociedades. Desde esse ponto de vista, a etnografia constitui uma ferramenta de investigação crucial e poderosa para a compreensão da vida social e cultural das pessoas. Neste painel, interessa-nos discutir as diversas experiências e desafios implicados na realização de pesquisa voltadas às crianças, adolescentes e jovens em diferentes contextos, incluindo as considerações éticas e os processos burocráticos a superar para sua realização; e os métodos de pesquisa que cada um dos pesquisadores/as considera mais pertinentes, adequados e efectivos para o efeito. As experiências de pesquisa etnográficas implicam muitas vezes na adaptação ou mudança de visões, de práticas e de métodos de aproximação que permitam aos investigadores entrar e participar no mundo dos ‘sujeitos novos’. Assim, convidamos a todos os investigadores que trabalham ou se interessam por estas temáticas e que se valem da pesquisa etnográfica como uma ferramenta maleável e criativa, capaz de criar espaços discursivos cruciais para o reconhecimento das crianças, adolescentes e jovens como participantes activos e produtores de conhecimento dentro de seu próprio direito (James 2007), a submeterem os seus papers.

práticas etnográficas; antropologia das crianças adolescentes e jovens; antropologia da educação; Sul de Moçambique; África Subsaariana